Tipos e graus de fibromialgia.

Primário: O paciente apresenta dor musculoesquelética generalizada e múltiplos pontos sensíveis, mas não há evidências clínicas de outra doença que possa explicar esses sintomas.
Acompanhamento: A fibromialgia também é outra doença que pode explicar apenas parcialmente os sintomas. Por exemplo, em um paciente com osteoartrite, o sintoma localizado da dor pode ser explicado, mas não a dor difusa.

Secundário: Se, por acaso, ocorrer uma doença reumática, imunológica ou infecciosa, também ocorrerá fibromialgia.

Graus de fibromialgia:

Grau 1: A pessoa apresenta sintomas ocasionais ou oscilantes, sem limitação significativa no trabalho e nas atividades da vida diária. Apresenta limitações funcionais apenas em determinados momentos de sua atividade, principalmente quando o esforço físico ou mental é sobrecarregado. Permite que você viva uma vida normal: com algumas restrições. Pode ser necessário ajustar certos aspectos no local de trabalho para evitar sobrecargas ou atividades muito longas. AFEÇÃO VITAL: LEITE. Escadas de avaliação clínica com notas inferiores a 50%. Sem comprometimento do trabalho.

Classe 2: A fadiga é mais permanente. Ocasionalmente, pode ser intenso. É necessário reduzir a atividade laboral e as intensas atividades domésticas, pessoais ou sociais da pessoa. Pode exigir tempo de inatividade temporário e provavelmente uma mudança de posição ou uma redução no horário de trabalho. Pode exigir suporte para a realização de atividades ou tarefas intensivas. Todos os tipos de atividades da pessoa reduziram para 50% de sua capacidade normal. INFLUÊNCIA VITAL: MODERADA. Escadas de avaliação clínica entre 50 e 75%. Interferência na função ou trabalho (perda parcial de atividade).

Grau 3: A fadiga é pronunciada e intensa a cada momento. Não permite que você execute nenhum tipo de atividade que seja minimamente intensa ou contínua. Afeta todos os aspectos da vida do trabalhador, família e lazer. Não é compatível com uma atividade de trabalho regular. Você só pode realizar atividades por um curto período de tempo (geralmente menos de 30 minutos, limitado a quase 80% de autonomia e atividades. VITAL DE ENGAJAMENTO… INTENSO (pesado), julgamento clínico de escadas acima de 75% de interferência da Marcada na função ou trabalho (impossibilidade, atividade, trabalho). situação de licença médica por incapacidade de execução).

Classe 4: Fadiga extrema. Também precisa da ajuda de outras pessoas para atividades pessoais básicas e perde temporariamente a autonomia. Nesta fase, pode haver uma dependência e uma grande necessidade de ajuda. Isso coincide com períodos de piora dos sintomas da doença. Geralmente não é uma situação fixa ou permanente. O paciente consegue fazer esforços mínimos. Ele está na cama ou no sofá todos os dias. A autonomia é limitada a 100%.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *